Mercado Municipal e Feira Livre de Capelinha passarão por mudanças


Interior do Mercado Municipal 

Conselho Gestor do Mercado Municipal de Capelinha publica nota oficial sobre mudanças no Mercado Municipal de Capelinha e Feira Livre.

Segundo o Conselho, as mudanças visam: Melhorarias no funcionamento, valorização dos feirantes e satisfação dos consumidores.  As mudanças estarão sendo elaboradas pelo Conselho Gestor do Mercado, criado pelo Decreto 074 de 18/09/2013 e composto por representantes da Prefeitura, Câmara, Secretarias de Agricultura, Meio Ambiente, Cultura, Saúde, Obras/Transporte, Fiscalização e Tributos, ACIAC, Emater, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Conselho das Associações Rurais, CMDRS, bares, restaurante e açougues, agricultores familiares, feirantes ambulantes e consumidores.

Algumas mudanças que estão sendo preparadas para o Mercado:

Frente Mercado Municipal

• Todas as construções, trailer, barracas e atividades comerciais na porta principal serão extintas.
• Em frente à entrada principal será construído um jardim e instalada placa  de identificação do Mercado.
• Serão construídos boxes no interior do Mercado para abrigar as atividades comerciais que funcionam em frente à porta principal.
• Somente poderão usar as bancas no interior do Mercado os feirantes e agricultores familiares cadastrados na Secretária de Agricultura.

Feirantes na área externa do mercado
• Os feirantes e agricultores familiares que expõem seus produtos na área externa passarão a ocupar as bancas no interior do Mercado, (de acordo com a disponibilidade de espaço físico), no lugar das pessoas que comercializam produtos industrializados, originários do CEASA ou de supermercados, mercearias, padarias e similares.
• Nenhum feirante ou agricultor familiar poderá ter mais de duas bancas no interior ou na parte externa do Mercado.
• Nenhuma banca poderá ser vendida, alugada ou transferida para outra pessoa sem prévio conhecimento e autorização do Conselho Gestor.
• As bancas de produtos industrializados, originários do CEASA ou de supermercados, mercearias, padarias, similares e ambulantes não poderão funcionar na parte externa e entorno do Mercado enquanto não houver total aprovação do Conselho.
• Todas as bancas no interior do Mercado serão numeradas e identificadas com o nome de cada feirante e agricultor familiar.

Outras Propostas para o Mercado:

• Ampliar e melhorar a acessibilidade externa e interna com rampas adequadas para idosos e deficientes físicos.
• Melhorar a estrutura física do Mercado (paredes, piso, portões).
• Melhorar a iluminação da área coberta.
• Melhorar o layout interno das bancas e sinalizar o local.
• Reformar ou substituir as bancas estragadas.
• Aumentar o número de bebedouros.
• Melhorar as condições sanitárias.
• Implantar regras de limpeza e coleta de lixo, além de instalação de lixeiras para coleta seletiva.
• Controlar as barracas e trailers no entorno do Mercado.
• Ampliar a fiscalização no comércio de carnes e suas instalações, inclusive com adequação da sala de Desossa.
• Fornecer água para manipulação de alimentos e utensílios.
• Melhorar o escoamento de água de chuvas e consertar bueiros.
• Fazer sanitários e instalar caixas d’água exclusivos para açougues.

O conselho conclui a sua nota, salientando sobre a importância do Mercado que é um patrimônio de todos.  “A feira livre de Capelinha possui valor histórico, cultural, memorial e econômico. É um local de trabalho, compras, lazer, encontros, bate papo e confraternização. Por tudo isso, devemos fazer a proteção imaterial do Mercado e da feira para preservar a sua memória cultural e consolidar a política municipal de investimentos e conservação do patrimônio coletivo. A nossa feira livre recebe incentivos da Lei do ICMS Cultural, sendo registrada como Patrimônio Cultural Imaterial de Capelinha pelo Decreto 062/2009 de 30/12/2009.
Contamos com a colaboração e a compreensão de todos para que as mudanças propostas sejam implantadas com sucesso. Vale lembrar que nossa feira livre é uma fonte de emprego e renda, beneficiando diretamente feirantes, agricultores familiares, comerciantes e consumidores. Nossa feira livre é reconhecida por todos pela variedade de produtos comercializados, além de ser uma das principais atrações turísticas de nossa cidade. O Mercado é de todos nós. Por isso, vamos dar as mãos e garantir as mudanças e as melhorias que todos nós queremos para o nosso Mercado.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s